Rio Doce tem perdido 20 centímetros de lâmina d’água por ano, diz SAAE

22 de julho de 2016

Baixa no nível do rio pode causar falta de água em Governador Valadares. Para evitar desabastecimento, município anunciou obras emergenciais.

Os problemas relacionados à estiagem e desabastecimento de água começaram mais cedo em 2016. O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Governador Valadares já acompanha o nível do rio com preocupação desde abril; em 2015, somente em julho que estes problemas apareceram. Segundo o diretor do órgão, Carlos Apolinário, uma explicação para esse fenômeno se encontra na diminuição da lâmina de água do Rio Doce, que perde cerca de 20 centímetros por ano.
Diante desse cenário, a Prefeitura e o SAAE anunciaram nesta quarta-feira (20) obras emergenciais para evitar o desabastecimento na cidade. Estão sendo construídas cinco linhas de adutoras para captar água em profundidade de 2,5 metros no meio do rio, com o auxílio de três bombas. O prazo para estas adutoras iniciarem o funcionamento é de 20 dias.

Enquanto essas obras não são concluídas, uma pequena barragem está sendo construída para represar água nos dois pontos tradicionais de captação. Segundo o diretor do SAAE, foi registrado na terça-feira (19) volume da captação em 464 litros por segundo, quando o necessário é de pelo menos 700 L/s. Após parte da barragem ter iniciado, os números aumentaram um pouco, chegando próximo ao mínimo necessário.
Até que todas as medidas emergenciais estejam funcionando, o desabastecimento de alguns bairros não está descartado, por isso, a Prefeitura pede aos moradores que economizem água, evitando o desperdício com a lavagem de calçadas, ruas e carros.

Vazamentos

O município enfrenta ainda um grave problema de vazamentos, que provoca grande perda de água tratada e reclamações por parte dos moradores. Há nove dias, o G1 esteve no Bairro Esperança, e mostrou o rompimento de uma adutora no local, levando transtornos ao abastecimento em sete bairros da cidade. Segundo o morador Bruno Fagundes, os vazamentos mostrados já foram consertados, mas a rede estourou novamente em outros dois pontos, ainda sem previsão para serem fechados.

“Eu acho que evitar o desperdício tem que começar pelo SAAE. Que exemplo eles estão dando? Na nossa rua, além do grande desperdício pelo vazamento, ainda tem um grande consumo dos moradores, pois precisam lavar as calçadas para diminuir a poeira, que está demais e tem feito os idosos passarem mal. Como vamos economizar? Tem que ter o exemplo deles primeiro”, desabafa o comerciante.

Segundo a prefeita Elisa Costa, o número de vazamento na cidade é superior à capacidade do SAAE de consertá-los, mas que o órgão tem se reorganizado para atender melhor a população. Ela afirma que o clima mais frio provoca aumento na pressão na rede, sendo uma das razões para o aumento de rompimentos de adutora nessa época do ano.
“Pedimos que a população nos comunique imediatamente quando houver um vazamento, para que entre no cronograma do SAAE. Estamos disponibilizando outro canal para telefonemas para comunicar vazamentos, que é o telefone da ouvidoria, para que o serviço possa ser agilizado e a gente consiga evitar o desperdício de água tratada”, informou a prefeita.

Em nota, a prefeitura da Valdares informou o novo vazamento no Bairro Esperança, desta semena, ocorreu porque houve um rompimento do ramal que liga um cano de meia polegada de uma casa à rede de distribuição de água 60 mm. Segundo a nota, o reparo do ramal está na programação dos consertos que serão realizados pelo SAAE na tarde desta quarta-feira.

Fonte: G1/MG.
Acesso em: http://g1.globo.com/mg/vales-mg/noticia/2016/07/rio-doce-tem-perdido-20-centimetros-de-lamina-dagua-por-ano-diz-saae.html


[ssba]

contato

Telefones

(41) 3338-1122

(41) 3338-2131

(41) 99653-0909

E-mail

tubolar@tubolaronline.com.br

tubolaronline@gmail.com

Horário de Atendimento

Segunda a Sexta

8:30 ao 12:00 e 13:30 às 17:30

Rua Raposo Tavares, 2000 - Pilarzinho

Curitiba / PR - Brasil

CEP: 82.100-000

Responsáveis técnicos

Marcos Schlottag - CREA 119881-D/PR

Elizandra Schlottag - CAU A76723-9/PR